Pedro Farina

Estética da Crise

Fotografia
Papel de Algodão
100 cm x 150 cm
2016

O Rio de Janeiro, em 2016, atingiu o estado de “calamidade pública” – nível mais grave possível em âmbito estadual -, tamanha sua dívida financeira. Esta crise afetou diretamente servidores públicos, cujos salários atrasam freqüentemente, mas também toda a população. O desemprego aumentou, assim como a inflação e problemas sociais.

Diversos empreendimentos fecharam, e em cada esquina se vê placas penduradas em portas com dizeres como “passo o ponto”. Esta tendência também se observa em publicidades que circulam nas traseiras de jornaleiros e em totens instalados pelas calçadas.

Sobram apenas resquícios de propagandas, desenhos apagados e painéis de led iluminando o vazio.

« Voltar